Robótica Móvel

O tema Robótica Móvel não chega a ser um hobby por falta de dedicação, mas certamente é um tema que gosto de acompanhar.

Comecei a me interessar pelo assunto em 1999, no último ano da faculdade. Eu e meus colegas Fábio e Rodrigo escolhemos o tema para o nosso trabalho de formatura. Nossas inspirações na época foram o Lego Mindstorms (primeira versão) e as idéias de Rodney Brooks.

Conseguimos na época um patrocínio da empresa Anacom que nos doou um kit da Lynxmotion. Fizemos uma placa em wire-up usando um 8051 turbinado e desenvolvemos nossa própria linguagem de programação, a SOUL (Subsumption Oriented Uniform Language).

Caso queira conhecer mais sobre o nosso Projeto FR&D, faça download da apresentação e da dissertação:

Apresentação FR&D

Dissertação FR&D

Alguns anos depois, a Lego iniciou o desenvolvimento da nova versão do produto deles, o Mindstorms NXT. Eles abriram inscrições para o MDP (Mindstorms Developer Program), onde 100 entusiastas participariam como beta testers do produto seis meses antes do lançamento mundial.

Dos 10.000 inscritos, apenas um era do Brasil e foi assim que a sorte geográfica me favoreceu. Compreiu um kit com 50% de desconto (o único no país durante seis meses) e pude participar de interessantes discussões internas. Ao final do programa, a Lego ainda enviou uma versão final do Mindstorms NXT sem custo algum!

Montei alguns robôs interessantes, mas faltou tempo para continuar.

Recentemente, a Lego lançou o Mindstorms NXT 2.0 com novas peças e sensores.

E não poderia deixar de citar que a Microsoft lançou o Robotics Developer Studio 2008 R3 (agora gratuito). Com ele é possível controlar robôs de diversos fabricantes, incluindo o Mindstorms. Lembrando que a abordagem do Microsoft RDS é prover o controle a partir do PC (usando C# ou a linguagem visual VPL) e não embarcar o software no robô.

  

Bem, esse artigo foi apenas para mostrar o rápido contato que tive com o tema. Uma busca na internet retornará uma enorme quantidade de grupos de discussão, trabalhos acadêmicos, fabricantes, fornecedores de componentes, bibliotecas de software e linguagens de programação portadas para várias plataformas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>